sexta-feira, 12 de novembro de 2010

V Semana Universitária Unef

A Semana universitária surgiu com a expansão dos Encontros de comunicação (Encom) e do Encontro de Administração e Turismo (Enatur). Neste contexto, numa tentativa de integrar os cursos oferecidos pela Unidade de Ensino, os eventos antes promovidos pelas habilitações, foram unificados, tornando a Semana Universitária...

veja mais no site: www.semanauniversitariaunef.com.br

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

LISTA COMPLETA DOS FINALISTAS DO PRÊMIO ABMP

Conheça os nomes dos finalistas:


CATEGORIA MARKETING DE VAREJO

Fernando Nadalini - G Barbosa
Hélio Tourinho - Shopping Iguatemi
Izabel Ciacci - Shopping Piedade



CATEGORIA MARKETING DE SERVIÇO

Ana Marta - Sebrae
Ana Queiroz - Coelba
Maria Pessoa - FTC


CATEGORIA MARKETING POLÍTICO

Alfredo Tavares - Tempo
Maurício Carvalho - Ideia 3
Sidônio Palmeira - Leiaute



CATEGORIA MARKETING IMOBILIÁRIO

Alexandre Libório - OAS
Juliana Marinho - Andrade Mendonça
Tiara Araújo - Syene




CATEGORIA MARKETING PROMOCIONAL

Aline Lasza -Marcativa
Fred Boat - Agogô
Talita Queiroz - Plural



CATEGORIA PROFISSIONAL VEÍCULO DE COMUNICAÇÃO

Juliana Jozzolino - Rede Bahia
Leonardo César - Correio da Bahia
Marluce Barbosa - TV Itapoan



CATEGORIA PROFISSIONAL FORNECEDOR

Lourival Junior - You
Maurício Xavier - RX 30
Ricardo Dourado - Uranus 2



CATEGORIA PROFISSIONAL ASSESSOR DE COMUNICAÇÃO

André Curvello - AC Comunicação
Cristina Barude - Lume Comunicação
Suely Temporal - Agência de Textos



CATEGORIA PROFISSIONAL DE ATENDIMENTO

Bartira Pereira - Engenhonovo
Michele Estevez - Propeg
Renata Melo - Leiaute



CATEGORIA PROFISSIONAL DE CRIAÇÃO

Alesandro Colonnezi - Tempo
Antonio Luiz Nilo - Engenhonovo
Raul Rabelo - Leiaute



CATEGORIA PROFISSIONAL DE MÍDIA

Cristiana Chaves - Engenhonovo
Eder Galindo - Propeg
Eduardo Fonseca (Duda) - Engenhonovo



CATEGORIA PROFISSIONAL PRODUÇÃO

Cicy Freitas - Propeg
Sandra Lisboa - Leiaute
Ursula Jordão - SLA



CATEGORIA DIRIGENTE DE AGÊNCIA

Fernando Barros - Propeg
Laura Passos - Engenhonovo
Renato Tourinho - Única



CATEGORIA DIRIGENTE DE AGÊNCIA INTERIOR

Cyntia Guimarães - Criatório
Rafael Ladeia - Mangalô
Sandro Carvalho - Design Print

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

BOA REUNIÃO COM SINAPRO





















Muito boa a reunião com Sinapro no último dia 20. Adriano Martins, Moacir Mansur, Sandro e eu, fomos recebidos na TV Subaé por Paulo Coelho, presidente do Sinapro e Diana, executiva do mesmo. Agora podemos dizer que o Sinapro sabe do que realmente precisamos e isso só foi possível por conta da participação, portanto fica aqui um conselho, participe, filie-se ao sindicato e contribua com o fortalecimento do mercado.

INAUGURADA A THE HOUSE

MÍDIA DE CINEMA

Filme de 1 minuto do Colégio Nobre veiculando no cinema.

ZAS MARKETING REALIZA JOB PARA MR.POLO - Campanha Verão 2010.11




CLICK NA IMAGEM
PARA AMPLIAR

Regulamento para concurso da marca da Micareta é alterado

A partir de segunda-feira, as mentes criativas de Feira de Santana podem se inscrever no concurso para a escolha da marca oficial da Micareta. O regulamento apresentado ontem pelo Governo Municipal alterou o segundo parágrafo que limitava a participação a artistas plásticos, designers ou publicitários. O concurso será aberto gratuitamente a qualquer pessoa da comunidade.

A idéia deve se basear na seguinte proposta: A Micareta de Feira de Santana é a primeira do Brasil e a que, realmente, é aberta ao povo, ao chamado folião pipoca, ao contrário da maioria que é realizada no Brasil, e tem uma característica indoor.

Cada concorrente só poderá inscrever uma única idéia de marca, em duas apresentações: CD ou DVD (no formato JPG) e outra impressa no formato A4, montada em tríplex preto, com margem mínima de 5 cm. A versão impressa deverá ter oito cópias.

As inscrições para o concurso deverão ser feitas até o dia 7 de janeiro na Secretaria de Comunicação Social, no Paço Municipal Maria Quitéria, na Avenida Senhor dos Passos, 980, Centro


FONTE: BLOG DA FEIRA

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

PREÇOS MAIS BAIXOS PARA ENAPRO


CLICK NA IMAGEM
PARA AMPLIAR

NA PRÓXIMA QUARTA - EVENTO DO SINAPRO AQUI EM FEIRA


CLCK NA IMAGEM
PARA AMPLIAR

ACONTECE AQUI E NA AFRICA TAMBÉM.










Plágio ou coincidência?
Postado por: Domenico Justo em 13-10-2010
A nossa tão premiada agência brasileira Africa, aparentemente deu mais um tiro no pé (o primeiro foi o logo da nossa copa), agora ela andou copiando a arte do designer mico.toledo para uma de suas campanhas. O designer tomou conhecimento e postou sua indignação no flickr dele.

O original havia sido postado em um projeto da Music Philosophy e pode ser visto aqui: www.musicphilosophy.co.uk/#370351/Dire-Straits

Abaixo os envolvidos no anúncio da Africa e a imagem para comparação… você acha coincidência?

Agência: Africa
Criação: Gustavo Gusmão/ Eco Moliterno/ Asterio Segundo/ Bernardo Romero
Diretor de Criação: Sergio Gordilho/ Flavio Waiteman/ Gustavo Gusmão/ Eco Moliterno

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

BAHIA RECALL 2010
















A TV Subaé realizou na última quarta-feira (29), no Restaurante e Music Bar Sandomingo, o Bahia Recall Muncípios. Concorreram ao prêmio oito agências, com um total de 46 peças inscritas.

Apresentado por Alessandro Timbó, o evento contou com convidados de todos os departamentos das agências de publicidade e propaganda, além das produtoras de áudio/vídeo e imprensa da cidade.

Os grandes vencedores da noite foram a agência DN Mix Comunicação (hoje Agência Um), com o comercial Tempo, do anunciante Colégio Singular na categoria Institucional e a Agência Artecapital Propaganda com o material Pensamento, do cliente Paraguassú Veículos, que levou o prêmio tanto na categoria Mercado quanto no Grand Prix Regional – TV Subaé.

Agora a disputa é pelo Grand Prix Bahia Recall Municípios, no dia 21 de outubro em Salvador. Boa sorte a Artecapital Propaganda.

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

CAMPANHA DOE UM SORRISO - click na imagem para ampliar


Numa iniciativa da TV Subaé, foi organizado o BABA SOLIDÁRIO, com objetivo de reunir doações para CAMPANHA DOE UM SORRISO. Sucesso total, pois além do Kg de alimento doado por cada participante, foi colocado em jogo 10 cestas básicas, aposta entre o time da Tv x Agências de Publicidade... resultado... 9 tempos a 6 para o time das agências.
SHOW DE BOLA ? Nem tanto.
SHOW DE SOLIDARIEDADE? Com certeza.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

click na imagem para ampliar



Peterson,

Bom dia! Conforme combinado segue em anexo a arte do Workshop Mídias Sociais, com Gabriel Borges dir. de planejamento da agência click, para mais informações: www.alemdapropaganda.com.br/interconectado. Neste Hotsite você verá o projeto e os eventos que o englobam.

O Investimento na inscrição individual está R$290,00. Se vier um grupo com você a partir de 03 pessoas fica R$250,00 e a partir de 05 pessoas fica R$230,00, por inscrição. Este valor poderá ser dividido em até 3x sem juros no cheque ( 1+2 ). Essa promoção vale para os outros Workshops também. Neste valor está incluso: welcome coffe, material didático e certificado.

Lembrando que as vagas são limitadas, no máximo 50 pessoas na sala. Para manter um padrão de qualidade, a proposta do evento é ser interativo, com perguntas da platéia, troca de informações, vamos fazer um sistema de imersão, fazendo com que o racíocinio dos participantes seja estimulado para pensarem em mídias sociais de uma maneira mais ampla, desenvolvendo novas ideias. Além do conteúdo programático atual e de qualidade.

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Artecapital na final do Bahia Recall 2010 com quatro dos sete comerciais selecionados

Recordista em premiações a agência Artecapital Propaganda de Feira de Santana é, mais uma vez, finalista no Bahia Recall 2010. O prêmio, idealizado pela Rede Bahia para homenagear os melhores da propaganda local é também o mais desejado da publicidade baiana. Nesta edição das sete peças finalistas, quatro são da Artecapital. Ou seja: a agência tem o maior número de comerciais concorrendo na etapa final da regional.



Este ano a premiação traz mudanças. As campanhas serão premiadas nas categorias mercado e institucional, em cada meio de divulgação (jornal, TV, rádio) apenas a internet permanece como categoria única. Cada uma das cinco emissoras da Rede Bahia escolhe o melhor comercial para disputar o Grand Prix Estadual, que vai acontecer no dia 21 de outubro, em Salvador.



No prêmio televisão, todas as três peças finalistas da 16ª edição do Bahia Recall, veiculadas na TV Subaé, na categoria Mercado, são da agência Artecapital. Concorrem os comerciais: “Carona”, da Motopel, “Paizão Clube Feira”, do Boulevard Shopping e “Pensamento”, da Paraguassu Veículos. Já na categoria Institucional a agência está entre as finalistas com a peça publicitária “Fila”, da Prefeitura Municipal de Feira de Santana.



Os vencedores no Grand Prix Municipal de Feira serão premiados no dia 29 de setembro.

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

AGRADECIMETO PROF. DANILO WEBER

Agradeço o carinho e respeito que recebi de todos ao tratar de minha pessoa enquanto idealizador e organizador do PROPAGUE, e professor de uma respeitada instituição de ensino superior de Feira de Santana. Como foi dito, eu solicitei a criação do material a um aluno do curso para valorizar os nossos criativos e futuros publicitários. Não vou comentar a semelhança, pois os comentários já foram longe demais atingindo os limites das agressões verbais. Principalmente, quando o que houve foi um simples - ainda que abominável nos padrões de um mercado que preza pela inovação e originalidade - ato de aproveitamento de uma idéia preexistente. A inobservância ou reincidência constituir-se-á sim num distúrbio ético profissional, o que não é do meu conhecimento em relação a ele. Mas ainda assim, devo agradecimentos ao criador, Deco da Somar+, por seu esforço no contato com palestrantes e parceiros e ter contribuído para uma boa divulgação na 3ª edição do PROPAGUE - quem esteve lá sabe que não dá para esquecer a incrível palestra da publicitária Andrea Cury, diretora da 3 Loucar falando sobre marketing promocional para um auditório lotado e sedento de novos conhecimentos.
Como acontece a cada edição, uma nova arte e um novo criador deverá estar desenvolvendo as novas peças para o próximo PROPAGUE.
No passado, já contamos com o apoio criativo de André Costa (hoje na equipe da Criatório) e Raphael Araújo (hoje na equipe da Filó Pequeno). E espero poder continuar correspondendo aos anseios de todos levando ao mercado um evento sério com qualidade e pertinência onde a ética e liberdade de expressão serão sempre nossos guias.
Convido a todos que desejarem sugerir temas e palestrantes para a próxima edição nos envie através do propague@hotmail.com ou poste aqui suas indicações

SOM DO BOM - click na imagem para ampliar


terça-feira, 24 de agosto de 2010

A VELHA DISCUSSÃO - Clonagem ou inspiração?


CLICK NA IMAGEM
PARA AMPLIAR

FILME INDICADO BAHIA RECALL - Ativa Propaganda - LIVRO

video

FIME INDICADO PARA BAHIA RECALL - ArteCapital - PENSAMENTO

video

FILME INDICADO BAHIARECALL - ArteCapital - CARONA

video

FILME INDICADO BAHIA RECALL - ArteCapital - FILA

video

FILME INDICADO BAHIA RECALL - Agência UM - TEMPO

video
Agência: DNMIX Comunicação
Cliente: Colégio Singular
Título: Tempo
Tempo: 15"
Criação: Igor Correia / Elielson Pita
Direção/Produção: Igor Correia / Elielson Pita
Atendimento: Dilton JR
Produtora: Canal 1 Produtora
Audio: Leo Correa

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

TABELA COM RESULTADOS DO BAHIA RECALL - click na imagem para ampliar




Divulgados os finalistas do Bahia Recall 2010

Peças foram avaliadas por dez jurados do mercado local e nacional
por Aline Caravina
Durante dois dias uma comissão julgadora esteve reunida para avaliar e definir os finalistas do Bahia Recall 2010. Criado pela Rede Bahia para homenagear os melhores da propaganda local, a premiação chega à sua 16ª edição contribuindo para a profissionalização do mercado baiano.

Em 2010 o Bahia Recall ganhou algumas novidades no que se refere ao número de categorias. As campanhas foram julgadas pelos segmentos “mercado” e “institucional”, em cada meio de divulgação - jornal, TV e rádio. Apenas a internet permaneceu como categoria única.

A etapa do julgamento contou com a presença de dez profissionais da publicidade local e nacional. Na quinta-feira (19) foram julgadas as peças de TV, produzidas no interior baiano e veiculadas nas cinco afiliadas da Rede Bahia; TV Santa Cruz, TV Oeste, TV Sudoeste, TV São Francisco e TV Subaé. Cinco jurados do mercado local elegeram as campanhas do segmento municípios, de onde saíram 38 finalistas.

As peças da capital foram julgadas nesta sexta-feira (20) e contou com a avaliação de profissionais do mercado da publicidade de São Paulo e Minas Gerais. Das 289 campanhas da capital, apenas 21 concorrerão Grand Prix - prêmio mais cobiçado pelos participantes.

Lílian Gramacho - coordenadora geral do Bahia Recall e gerente de marketing coorporativo da Rede Bahia, esteve presente nos dois dias de julgamento e acompanhou de perto a votação dos jurados. “Tudo funcionou conforme o programado e o julgamento foi bastante tranquilo”, avaliou a responsável, que ainda completou: “As peças concorrentes foram bastante elogiadas por parte do juri”.

Em um segundo momento, o olhar crítico do consumidor fará parte de uma premiação extra. A melhor campanha de televisão da capital será eleita por meio de votação popular. O voto será computado através do portal iBahia.com, em breve.

Na próxima sexta-feira (27) irá acontecer o julgamento do Bahia Recall Revelação, onde concorrem trabalhos produzidos por estudantes de publicidade.

A grande final do Bahia Recall 2010 será marcada com um evento de premiação, que irá acontecer no dia 21 de outubro, no Unique, em Salvador.

Confira a lista de finalistas do Bahia Recall 2010

http://www.portalibahia.com.br/p/redacaoibahia/noticias/14374-divulgados-os-finalistas-do-bahia-recall-2010

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

DIA 25 DE AGOSTO, CACO BARCELLOS EM SALVADOR - Preço Especial para o Interativo Clube R$ 80,00. Na Ticketix custa R$ 150,00.















PARCERIA INTERATIVO CLUBE / FACULDADE UNEF / BRASILIS PRODUÇÕES

Com exclusividade a Brasilis Produções apresenta um dos mais importantes jornalistas da Rede Globo, o notável Caco Barcellos, repórter de televisão, especialista em jornalismo investigativo e em documentários, grandes reportagens sobre injustiça social e violência,é um dos repórteres mais famosos da televisão brasileira, com mais de 20 anos de atuação no Globo Repórter, Fantástico e Jornal Nacional .
Vencedor de mais de 20 prêmios por reportagens especiais e documentários produzidos para televisão, entre os quais o Prêmio Vladimir Herzog por uma reportagem produzida para televisão sobre os 20 anos do atentado militar,ocorrido na ditadura, deflagrado no Rio-Centro durante as comemorações do Dia do Trabalho. É autor da obra ganhadora do Prêmio Jabutti de 1993 “Rota 66”, livro que lhe custou oito anos de pesquisa, muitas noites de insônia e várias ameaças. Seu terceiro livro, “Abusado, o dono do morro Dona Marta” ganhou Prêmio Jabutti no ano de 2004. Autor também do livro “Nicarágua: a revolução dos meninos” (sua primeira obra editorial), sobre o movimento sandinista que tirou o país das garras da ditadura de Somoza. Recebeu em 2003 e 2005 o prêmio de melhor correspondente, promovido pelo site Comunique-se.
Atualmente é apresentador do Profissão Repórter, programa que vai ao ar semanalmente pela Rede Globo. Ele conduz cada programa direto das ruas, onde a notícia acontece. É dele a idéia de mostrar diferentes ângulos da notícia – com a ajuda de jovens repórteres – e de envolver cada profissional da equipe em todas as etapas da produção: da reportagem à edição.
Programação do Evento:
Horário: início às 20:00h(abertura do auditório às 19h)
A palestra terá duração de 2h, com tempo aproximado de 30min para que os participantes possam formular questões para o palestrante.
Haverá sorteio de exemplares dos livros Rota 66 e Abusado, o dono do Morro Dona Marta(ambos de autoria do Caco Barcellos).
Após a palestra o palestrante irá participar de uma sessão de autografo por tempo determinado.
Será entregue certificado de participação para os presentes, onde será válido como horas de atividades extra curriculares.
Local: Fiesta Hotel
Data: 25 de agosto
Cidade: Salvador – BA
Endereço: Av. Antônio Carlos Magalhães, 711, Pituba

INGRESSOS PROMOCIONAIS
Para adquirir o seu ingresso no valor promocional no valor de R$80,00
Entrar em contato direto com a produção do evento 71 9294-1965
STAND DE VENDAS EM FEIRA - FACULDADE UNEF ATÉ QUARTA-FEIRA DIA 18.08.2010

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

OLIVETTO - PARTE 1 - click na imagem para ampliar


OLIVETTO - PARTE 2


OLIVETTO - PARTE 3

"VIDA INTELIGENTE NA MADRUGADA" - Comentário sobre Ética

Gostei muito desse assunto rsrsrs,deixo aqui minha passagem sobre esse tema.

É importante rassaltar que para ir a um cliente que já tenha agência não é apropriado,deve-se antes de partir para esse fim procurar se informar sobre como anda o serviço prestado pela sua concorrente,agora: a partir do príncipio que você não quer que aconteça isso com um cliente que você presta serviço,já é um grande avanço para entender ética.Quando o cliente não está satisfeito com o serviço prestado por uma agência e procura outra, isso sim é ético,porém mesmo assim procure sempre informações lícitas sobre porque o cliente não quer mais ser atendido por aquela agência e reza um bom tom , deixar claro, que quando isso acontece expresse com transparência as suas intenções dentro da ética ou seja deixe claro ao cliente que a outra agência tem que ser informada desta intenção ou mudança.
As vezes um contrato feito entre cliente e agência inibe ações desse tipo e para um melhor conhecimento sobre ética e normas padrão acessem os sites especializados e procurem agurmentar dentro destes príncipios,vai enrriquecer muito o conhecimento sobre o assunto desejado e melhorar a forma de tratar sobre temas polêmicos como por exêmplo a ética.

Grata.

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

O FUTURO DA TELEVISÃO, SEGUNDO BONI.











“Sempre olhar para a frente, nunca olhar para trás” é a frase que, segundo José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, rege sua vida. Por isso, Boni, atualmente acionista da Rede Vanguarda, afiliada da Globo no Vale do Paraíba, tenta deixar para trás, no lugar onde devem estar, seus 58 anos dedicados à televisão brasileira, que em breve completa 60 anos.



Não, ele não ignora o passado, mas também a ele não se prende, como deixou claro na recente entrevista que concedeu ao jornal O Estado de S.Paulo. Um dos principais agentes da construção do chamado “padrão Globo de qualidade”, Boni considera que mudanças devem ser feitas, principalmente em termos de conteúdo na programação televisiva brasileira, e tem certeza de que, dificilmente, a Globo voltará a atingir os 60 pontos de audiência que alcançava em sua época.



“Acho que 60 pontos é difícil, esse processo é irreversível, mas confio na TV Globo, tanto que sou afiliado. Ela cresceu muito em produção, que hoje é significativamente melhor do que no passado, mas o conteúdo nosso foi melhor. Tivemos a oportunidade de usar gente de fora da televisão. Hoje, ela está muito repetitiva. Tem que vir gente da literatura, do cinema. Não adianta criar novos autores treinando com autores existentes, porque eles vão aprender a fazer aquilo que já está sendo feito”, defendeu Boni, que acredita, entre outras coisas, que a grade da TV deve mudar.



“E quando falo mudar, não vai mudar amanhã cedo, talvez em 30 anos. A tecnologia é rápida e o conteúdo evolui lentamente”, diz ele, que defende a redução do volume da produção como um dos primeiros passos para a mudança. “Renovar a programação não é trocar de cenário no jornal, nem botar lá uma alavancazinha para o Jô Soares subir de um andar para outro que não chega a lugar nenhum, é ver conteúdo. Não consigo entender, agora, essa mania da Globo de programas de comédia, todos comédias de situação, todos iguais. Temos poucos autores na TV, ainda mais em humor, uma coisa muito difícil de se fazer. Depois vai olhar a audiência, dá 16, 17%”, questiona.



O video on demand, a possibilidade de ver o quê, onde e quando quiser, é o futuro da televisão, de acordo com Boni, que acredita que a força da TV aberta deve vir de eventos transmitidos ao vivo, como shows e competições esportivas. “A TV tem de estar preparada para isso, com gerenciadores de programação, onde você pode misturar essas coisas todas, internet, televisão, iPhone, e pode usar a televisão na hora que você quiser ou para assistir a eventos”, finaliza Boni.

MATERIAL ENVIADO POR: ANA PAULA VIDAL

terça-feira, 10 de agosto de 2010











No próximo dia 16 de agosto, a Bombril lançará sua nova campanha que promete agitar todo o Nordeste. A agência Nova Promoção e Conteúdo, do Grupo Caco de Telha Entretenimento, foi a escolhida pela Bombril para o desenvolvimento da promoção “Bom Bril Abalou! 1001 prêmios pra você”. Para divulgar a promoção, a Bombril vai desembolsar R$ 5 milhões e contará com a participação de Ivete Sangalo em seus comerciais. Para Fabio Duarte, diretor-executivo da Nova, o carisma de Ivete trará um clima divertido para a campanha.

kkk


click na imagem
para ampliar

abcDesign IN'FORMA


sexta-feira, 30 de julho de 2010

"VIDA INTELIGENTE NA MADRUGADA" - O que seria um simples comentário, se tornou a palavra do INTERATIVO CLUBE assinada por Paulo Ditarso NEROBIANCO

Caros amigos,

Espero que leiam sem julgamento pois o que externei não se relaciona especificamente ou diretamente a ninguém; (era para ser postado no blog mas não cabe devido caracteres, acho até melhor pois fica entre a gente) precisamos unir forças para melhorar!
O passado é importante, o hoje já passou e o que faremos do amanhã?

Abraço forte em todos!


Será que também em Feira de Santana não existe donos de agências que tem (diretamente ou através de "laranjas") ou sejam "favorecidos" por produtoras, veículos - outdoor, rádio, busdoor, revistas, jornal e etc? Será que nessa cidade também fornecedor (gráfica, sinalização e etc) não assumem papel de agência? Será que esses mesmos colegas nunca utilizaram de fato disso para benesse própria se autonegando quanto agência ao oferecer "vantagens" diretas a clientes de outras agências ou aos seus próprios clientes como veículo ou até mesmo na casadinha quanto agência? Será correto essa banalização pois "todo mundo tem e faz há anos! Por quê eu também não posso"? Para quê existem cursos técnicos, faculdades, pós, mestrado e etc se o tempo de mercado é o que conta - Isso não seria a não evolução e a não profissionalização? Faculdade só não atesta nada, mas pelo menos aliada com a prática de mercado é tudo! Será que se na conjuntura rápida, moderna, global de hoje nascesse no mercado um Nizan, um Duda estaria realmente apto e dono do saber de propaganda? Por quê veículos não se profissionalizam com pesquisas corretas, boa programação, layouts, demonstrativos e etc, cumprindo a lei do BV para que ele não seja moeda de barganha e sim fato? Por quê só a tv fez isso e hoje é o que é citada por todos como divisora de águas no mercado? Será que pelo tamanho da verba local tem de ser pulverizada em todos os veículos para serem agradados e a verba do cliente seja dispersada? Qual a atuação de um CENP aqui (e pelo visto fora daqui também)? Para quê ele serve de fato? E outros sindicatos da nossa área? E quando sairá o nosso sindicato local? Será que não cobrar criação ou barateá-la nos diferencia quanto agência, fornecedores ou veículos? Precisamos nos olhar no espelho mais pelados, e andar de fato juntos (agência - fornecedor - veículo) pois no mercado só quem está ganhando é o cliente (que deixou de ser inocente há anos!) e essa prática errada hoje no mercado faz com que não possamos evoluir (cliente - agência - fornecedor - veículo e etc); tem espaço para todo mundo hoje agindo muitos da forma incorreta que agem, tenham certeza que esse mesmo espaço é maior e mais interessante,lucrativo para todos se agirmos de maneira correta. Essa temática é velha, sempre discutida há anos em reuniões, blogs, seminários, fóruns e nunca realizada e sempre me faço essas perguntas - por onde passei e onde hoje estou - acima desde o meu começo na área por isso externei a vocês; acredito muito que as coisas estão andando, a passos lentos, e que poderiam andar mais rápido e melhor nos unindo. Deixo claro aqui que não estou puxando a sardinha para lado A, B, C, D...mas espero que todos colegas façam uma autocrítica se incluindo em agente diretamente transformador do mercado, de forma imparcial e minimamente justa. Deixo claro aqui também que seria melhor esse bate papo pessoalmente, nos conhecendo melhor pra sabermos de natureza, personalidades e índoles de cada um para que não cometamos julgamentos errados através apenas da leitura (pois cada um interpreta da forma que quer e isso pode ser prejudicial para ambas partes); da minha parte, peço que não me interpretem mal!; o que escrevi nesse comentário não foi relacionado diretamente a A,B, C...(peço até desculpas antecipadas àqueles que por ventura se sentirem ofendidos mas não foi essa minha intenção de fato, e disponho-me a conversar pessoalmente pois por texto é complicado, ou até mesmo acredito que seria melhor em conjunto pois vejo isso de uma forma sadia - REAFIRMO: TEMOS DE ANDAR JUNTOS PARA MELHORAR, NOS PROFISSIONALIZAR COMO UM TODO NO MERCADO, NOS RECICLAR CONSTANTEMENTE).

Agora quanto a os coments acima no blog: esse conhecimento adicionado realmente é válido também para os que buscam especialidades, cursos e etc, pois temos de nos reciclar e absorver mais para crescer (vale para todos isso). Quanto ao outro coment, tive a oportunidade de rodar mercado, trabalhando para outros, hoje ter agência, e dar aula numa faculdade, e o que vejo (não são todos, deixo claro isso!) são os uns achando que só canudo já torna apto e se espelham em mercados maiores pra tudo - comportamento, salário e etc; o mercado da cidade está carente de muita mão-de-obra que esteja de fato interessada, minimamente capacitada pois acredito que ninguém de agência terá tempo de ensinar aquilo que já deveria ser de praxe e básico em agência e etc (ex: "dominar" programas e ferramentas). Tem de ser criativo, lógico, e saber funcionar! Recebo perguntas de outras agências e amigos sobre busca de estagiários, uns são indicados e chamados, porém não conseguem ficar, por quê? E aqueles que nem sequer são selecionados por quê não ficam? Urge uma autocrítica também e uma mudança de comportamento, a chance é agora, e o futuro é ontem! o mercado esta crescendo, selecionando e ficando profissional cada vez mais. Busquem o espaço pois tem muitas portas abertas!

Ao Mercado Publicitário de Feira de Santana.

Senhores,



Respeito a opinião do Sr. Marcus Oliveira e de todos aqueles que discordam de alguma forma da matéria publicada na edição 23 do CENP em Revista, de minha autoria. Mas gostaria de esclarecer que as perguntas enviadas pelo CENP eram sobre o mercado atual, mudanças significativas que ocorreram nos últimos anos, dificuldades encontradas no mercado local, melhorias que vem acontecendo, participação do CENP na região e reconhecimento do processo de certificação.



Reconheço que nosso mercado foi formado por profissionais talentosos e conceituados, inclusive conheço e respeito muitos deles, mas como a questão foi sobre o mercado atual e não sobre a história do mercado publicitário feirense, continuo afirmando que com profissionais formados nosso mercado só tem a ganhar, tendo melhor postura e posicionamento, afinal qualificação e conhecimento nunca são demais.

Em minha opinião o mercado evolui através do crescimento e qualificação de cada um de nós. O publicitário que se qualifica, que investe numa formação acadêmica, numa pós-graduação, adquirindo conhecimento e formação adequada, melhora substancialmente a sua atuação no mercado. Não foi mencionado em nenhum momento o detrimento dos publicitários antigos, ou ausência de prêmios, reconhecimento ou de ética e respeito ao anunciante, pois posso imaginar que já eram praticados pelo mercado em seus primórdios. Foi ressaltado o crescimento do mercado atual, as mudanças dos últimos 10 anos, em que se abriu portas para a qualificação acadêmica, para que os novos publicitários entrassem no mercado e aliassem o conhecimento acadêmico ao conhecimento prático.



Citando novamente o mercado atual, não entendo quando o Sr. Marcus Oliveira questiona e não enxerga a concorrência desleal, já que é algo facilmente observado no nosso dia- a - dia. Ele afirma que “Quem reclama de concorrência desleal está se colocando no mesmo patamar.” Com base em que essa afirmação?



Algumas agências do nosso mercado se posicionam realmente como foi mencionado. Que agência em Feira de Santana, já não “perdeu” um cliente para alguma outra com práticas como: Produção e criação sem custo e renegociação dos 20% de BV? Fora alguns veículos, que praticam outros valores quando negociados diretamente com o cliente.



Acredito que a Criatório Comunicação não foi e nem será a única agência de propaganda da cidade que sofreu com a concorrência desleal de algumas agências e veículos. Um CNPJ como citado, que é tão fácil de conseguir, não dá o direito à “prática de sugerirem texto para rádio, layout para outdoor, anúncios para jornal, gráfica etc.” Essa função compete a quem é da área por formação ou conhecimento prático. Isso só acontece porque não temos uma regulamentação mais severa, pois em tantas outras profissões a prática de pessoas sem formação é inadmissível.



Foi válida a colocação sobre o “Boom do mercado publicitário” ter se iniciado, entre outras coisas, pela chegada da TV Subaé, mais isso ocorreu há 20 anos. Mas atualmente notamos que o novo e atual “BOOM” se deu através do aumento de investimentos do comércio varejista, característico da nossa cidade e do setor imobiliário, que cresce a cada dia, devido as medidas governamentais de incentivo, entre outros.



Sobre a certificação do CENP de agências da nossa cidade, algumas realmente só se filiam para participação de premiações ou para ter acesso ao sistema de compra de mídia (que se faz desnecessário, pois a agencia pode comprar diretamente do veiculo). Para que uma agência que não pratica a ética no nosso mercado precisa fazer parte de um Conselho Executivo de Normas Padrão? Qual o interesse? De nada adianta ser certificada e ir contra tudo que diz o conselho.

Realmente nosso mercado está crescendo, mas se cada agência, “eu-agência” ou “donos de CNPJ” e veículos se posicionassem para uma prática de preços e negociações mais justas, realmente ética na prática e profissionais, cresceríamos mais aceleradamente (estamos num “samba de crioulo doido” disputando entre si, conforme citado deslealmente por uns, onde só quem não está ganhando somos nós agências, fornecedores e veículos).



Não respondi ao CENP querendo polemizar a respeito de nada. Só me expressei contra a falta de ética e profissionalismo que, infelizmente, ainda atrapalham nosso mercado, cobrando do CENP uma atuação mais efetiva, afim de descredenciar algumas agências que não seguem as regras como deveriam.



Vamos adiante.



Alex Pimentel

Criatório Comunicação

quinta-feira, 29 de julho de 2010

MATÉRIA VEICULADA NA REVISTA DO CENP JUN 2010

CLICK NA IMAGEM
PARA AMPLIAR

CARTA ABERTA

Ao Mercado Publicitário de Feira de Santana.

Companheiros,

Ocupo este espaço para manifestar minha opinião contrária à matéria publicada na edição de junho/2010 da Revista da CENP e fazer justiça aos profissionais que atuam no mercado publicitário de Feira de Santana e, principalmente, àqueles que contribuíram para sua formação e posicionamento.
Acredito que por desconhecimento o Sr. Alex Pimentel (Dir. de Criação da Criatório), ao fazer uma analise superficial do mercado publicitário, cometeu injustiças ao afirmar na matéria que “O mercado publicitário até poucos anos era totalmente amador”.
Caro amigo, isso não procede. O mercado publicitário de Feira de Santana foi formado por profissionais conceituados e talentosos como; Antonio Carlos Carvalho, Vivaldo Lima, Marcus Oliveira, Delman Aquino, Nivaldo Lima, Ciro, Denis, Sandra e tantos outros que por aqui passaram e atuaram como Fernando Passos, (Engenho) Alberto Miranda, (Vínculo) Fernando Barros (Propeg), Fernando Carvalho, (Publivendas) Jorge Randam, Esmeraldo Neto, Ruy Carvalho, Paulinho Diniz, Roque Tavares e muitos outros que com seriedade e profissionalismo conduziram a propaganda de Feira com ética e respeito ao anunciante.
Nesta época os anunciantes locais também ganhavam prêmios, regionais e nacionais, como Prêmio Colunista e Profissionais do Ano. O Grupo Falcão, a Prefeitura de Feira, Mendonça Supermercados, Refrigerantes Fryllar, Ottan Center Magazine e outros foram os laureados pelo profissionalismo e competência destes profissionais que de amadores não tem nada.
O “Profissionalismo” pelo qual o amigo se refere não ocorreu em 2000 com a chegada das faculdades de comunicação; que é outro equívoco, pois um profissional de propaganda não sai da faculdade pronto até porque lhe falta a experiência prática necessária. Lembre-se de que as agências de ontem e de hoje abriram suas portas para estagiários e para os recém formados.
Profissionais sem qualificação? Concorrência desleal contra quem? Quem reclama de concorrência desleal do meu ponto de vista está se colocando no mesmo patamar.
As “eu-agências” Não são AGÊNCIAS DE PROPAGANDA, são contatos de veículos e produtoras (gráfica ou vídeo) que possuem CNPJ e são colocados no mercado para prospectar clientes, daí a prática de sugerirem texto para rádio, layout para outdoor, anúncios para jornal, gráfica etc. Não discrimino estes profissionais, pois além de abocanharem uma boa fatia deste mercado, amanhã serão os futuros donos de agências como já se registra em nosso mercado.
Como profissionais devemos saber como nos diferenciar ou merecemos ser confundidos.
O “Boom do mercado publicitário” não se deu apenas com o crescimento do varejo e do mercado imobiliário ou acadêmico. As indústrias e o setor de telecomunicações passaram a investir também, mas o grande “Boom” teve seu inicio com a checada da Tv Subaé (Rede Globo) que promoveu e estimulou pequenos e médios anunciantes a investirem no mercado.
A ampliação dos serviços de produção áudio/visual resultou na redução de custos neste setor e permitiu uma melhor utilização destes.
Se o mercado evoluiu, as empresas, as agências e os veículos também a acompanharam, esta é a lei do mercado.
Para finalizar quero registrar meu apoio às agências filiadas ao CENP, porque tenho certeza de que não se filiaram apenas para ter o certificado para participar de premiações, conforme V.S. afirma. Considero esta afirmação uma indelicadeza e um desrespeito aos companheiros e ao CENP.
Nosso mercado esta crescendo porque todos contribuem de alguma forma para isso, não vamos fazer deste um discurso antimarketing.
Debrei....

Marcus Oliveira
Dir. Meio Comunicação e Marketing