sexta-feira, 30 de julho de 2010

"VIDA INTELIGENTE NA MADRUGADA" - O que seria um simples comentário, se tornou a palavra do INTERATIVO CLUBE assinada por Paulo Ditarso NEROBIANCO

Caros amigos,

Espero que leiam sem julgamento pois o que externei não se relaciona especificamente ou diretamente a ninguém; (era para ser postado no blog mas não cabe devido caracteres, acho até melhor pois fica entre a gente) precisamos unir forças para melhorar!
O passado é importante, o hoje já passou e o que faremos do amanhã?

Abraço forte em todos!


Será que também em Feira de Santana não existe donos de agências que tem (diretamente ou através de "laranjas") ou sejam "favorecidos" por produtoras, veículos - outdoor, rádio, busdoor, revistas, jornal e etc? Será que nessa cidade também fornecedor (gráfica, sinalização e etc) não assumem papel de agência? Será que esses mesmos colegas nunca utilizaram de fato disso para benesse própria se autonegando quanto agência ao oferecer "vantagens" diretas a clientes de outras agências ou aos seus próprios clientes como veículo ou até mesmo na casadinha quanto agência? Será correto essa banalização pois "todo mundo tem e faz há anos! Por quê eu também não posso"? Para quê existem cursos técnicos, faculdades, pós, mestrado e etc se o tempo de mercado é o que conta - Isso não seria a não evolução e a não profissionalização? Faculdade só não atesta nada, mas pelo menos aliada com a prática de mercado é tudo! Será que se na conjuntura rápida, moderna, global de hoje nascesse no mercado um Nizan, um Duda estaria realmente apto e dono do saber de propaganda? Por quê veículos não se profissionalizam com pesquisas corretas, boa programação, layouts, demonstrativos e etc, cumprindo a lei do BV para que ele não seja moeda de barganha e sim fato? Por quê só a tv fez isso e hoje é o que é citada por todos como divisora de águas no mercado? Será que pelo tamanho da verba local tem de ser pulverizada em todos os veículos para serem agradados e a verba do cliente seja dispersada? Qual a atuação de um CENP aqui (e pelo visto fora daqui também)? Para quê ele serve de fato? E outros sindicatos da nossa área? E quando sairá o nosso sindicato local? Será que não cobrar criação ou barateá-la nos diferencia quanto agência, fornecedores ou veículos? Precisamos nos olhar no espelho mais pelados, e andar de fato juntos (agência - fornecedor - veículo) pois no mercado só quem está ganhando é o cliente (que deixou de ser inocente há anos!) e essa prática errada hoje no mercado faz com que não possamos evoluir (cliente - agência - fornecedor - veículo e etc); tem espaço para todo mundo hoje agindo muitos da forma incorreta que agem, tenham certeza que esse mesmo espaço é maior e mais interessante,lucrativo para todos se agirmos de maneira correta. Essa temática é velha, sempre discutida há anos em reuniões, blogs, seminários, fóruns e nunca realizada e sempre me faço essas perguntas - por onde passei e onde hoje estou - acima desde o meu começo na área por isso externei a vocês; acredito muito que as coisas estão andando, a passos lentos, e que poderiam andar mais rápido e melhor nos unindo. Deixo claro aqui que não estou puxando a sardinha para lado A, B, C, D...mas espero que todos colegas façam uma autocrítica se incluindo em agente diretamente transformador do mercado, de forma imparcial e minimamente justa. Deixo claro aqui também que seria melhor esse bate papo pessoalmente, nos conhecendo melhor pra sabermos de natureza, personalidades e índoles de cada um para que não cometamos julgamentos errados através apenas da leitura (pois cada um interpreta da forma que quer e isso pode ser prejudicial para ambas partes); da minha parte, peço que não me interpretem mal!; o que escrevi nesse comentário não foi relacionado diretamente a A,B, C...(peço até desculpas antecipadas àqueles que por ventura se sentirem ofendidos mas não foi essa minha intenção de fato, e disponho-me a conversar pessoalmente pois por texto é complicado, ou até mesmo acredito que seria melhor em conjunto pois vejo isso de uma forma sadia - REAFIRMO: TEMOS DE ANDAR JUNTOS PARA MELHORAR, NOS PROFISSIONALIZAR COMO UM TODO NO MERCADO, NOS RECICLAR CONSTANTEMENTE).

Agora quanto a os coments acima no blog: esse conhecimento adicionado realmente é válido também para os que buscam especialidades, cursos e etc, pois temos de nos reciclar e absorver mais para crescer (vale para todos isso). Quanto ao outro coment, tive a oportunidade de rodar mercado, trabalhando para outros, hoje ter agência, e dar aula numa faculdade, e o que vejo (não são todos, deixo claro isso!) são os uns achando que só canudo já torna apto e se espelham em mercados maiores pra tudo - comportamento, salário e etc; o mercado da cidade está carente de muita mão-de-obra que esteja de fato interessada, minimamente capacitada pois acredito que ninguém de agência terá tempo de ensinar aquilo que já deveria ser de praxe e básico em agência e etc (ex: "dominar" programas e ferramentas). Tem de ser criativo, lógico, e saber funcionar! Recebo perguntas de outras agências e amigos sobre busca de estagiários, uns são indicados e chamados, porém não conseguem ficar, por quê? E aqueles que nem sequer são selecionados por quê não ficam? Urge uma autocrítica também e uma mudança de comportamento, a chance é agora, e o futuro é ontem! o mercado esta crescendo, selecionando e ficando profissional cada vez mais. Busquem o espaço pois tem muitas portas abertas!

4 comentários:

  1. Clayton Maurício30 de julho de 2010 12:35

    Isso Paulo, perfeito seu texto.

    ResponderExcluir
  2. Pauoo, se lembrar, eu já tentei em algumas oportunidades gerar esse encontro. Mas o que tá valendo é a lei do próprio umbigo, infelismente. No momento que os que buscam o crescimento do mercado e a ética profissional, quiserem sentar para que possamos juntos traalhar pelo crescimento do meio, contem comigo.

    Detalhe, meu nome é Wagner e não ANONIMO.

    ResponderExcluir
  3. Hipocrisia! Esta palavra resume perfeitamente nosso mercado, onde pelas costas um critica o outro e pela frente se faz de amigo. Pelas costas cobra mixaria pela criação ou nem cobra e pela frente faz campanha contra as "eugências" e agências predadoras...
    É muito fácil falar bonito, fazer discurso, quando no dia a dia a relaidade é totalmente diferente. Não estou falando de ninguém especificamente, mas se a carapuça servir... paciência.

    ResponderExcluir
  4. Eu por exemplo, me senti ofendido quando denegriram os que formaram o mercado da propaganda anteriormente. Logo eu que participei da campanha do grito da independência do Brasil como marketeiro. Fiz o convite: pros bichos da arca de noé; cardápio da santa ceia, criei a fonte da tábua dos 10 mandamentos, convite e brindes do batizado de João Batista, praguinha de Poncio Pilatos, santinho póstumo de Judas, convite do chá de bebê de Adão...

    ResponderExcluir